Timor/Eleições:Frente Mudança que conseguiu eleger dois deputados está "perplexa" com resultados eleitorais

08 de Julho de 2012, 17:32

Díli, 08 jul (Lusa) - O presidente da Frente da Reconstrução Nacional de Timor-Leste (Frente Mudança), José Luís Guterres, disse hoje à agência Lusa ter ficado "perplexo" com os resultados eleitorais do seu partido nas legislativas de sábado.

A Frente Mudança, partido com um ano de existência, conseguiu obter 3,11 por centos dos votos (14.648) nas eleições legislativas e eleger para o parlamento timorense dois deputados.

Além da Frente Mudança, apenas mais três partidos conseguiram assento parlamentar, nomeadamente o Conselho Nacional da Reconstrução de Timor-Leste (CNRT, 30 deputados), a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin, 25 deputados) e o Partido Democrático (PD, 08 deputados).

"Ficámos perplexos e sentimo-nos honrados por termos conseguido ser eleitos", afirmou a Lusa o também vice-primeiro-ministro timorense.

José Luís Guterres garantiu que a Frente Mudança vai exercer com "toda a responsabilidade" as suas funções no parlamento.

"Felicitamos todos os partidos, em particular o CNRT por ter ganhado as eleições", disse, salientando que a Frente Mudança dará todo o apoio para que o país tenha uma governação estável.

O CNRT, do atual primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, venceu hoje sem maioria absoluta as eleições legislativas de sábado, segundo os resultados provisórios do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) depois de contados os votos nos 13 distritos do país.

Segundo o STAE, o CNRT obteve 172.831 votos (36,66 por cento).

A Fretilin, do antigo primeiro-ministro Mari Alkatiri, obteve 147.786 votos (28,87 por cento) e ficou em segundo lugar.

Em terceiro, segundo os resultados provisórios do STAE, ficou o PD, do atual presidente do parlamento Fernando La Sama de Araújo, com 48.581 votos (10,39 por cento) e na quarta posição a Frente Mudança com 14.648 votos (3,11 por cento).

MSE.

Lusa/Fim


Comentários